Carregando

Carregando - Soprano

Cotação

0

Solicitação de Orçamento

Você adicionou um item à sua solicitação de orçamento:

Adicione itens para continuar.


Resumo da sua solicitação de orçamento


Qtd. Produto Código

Quase lá! Informe seus dados para finalizar a solicitação:


Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade e com os Termos de Uso

Sua solicitação foi enviada com sucesso!

Fique atento ao seu e-mail, em breve você receberá o retorno do seu orçamento.

Downloads

0

Meus downloads

Faça download dos arquivos selecionados.

Adicione itens para continuar.

Quase lá! Informe seus dados para finalizar a solicitação:


Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade e com os Termos de Uso.

Download concluído

Casa

Segurança e Proteção

Tecnologia

Corporativo

Fechadura digital para moveis: 6 dicas para comercializar com sucesso

Tempo de leitura: 22 minutos

Fechadura digital para móveis: conheça todas as funcionalidades deste produto para os móveis da sua casa, do trabalho ou de uso coletivo. Descubra também como elas representam segurança e sofisticação para o dia a dia.

 

Na hora de procurar soluções para móveis, os clientes tendem a priorizar fechaduras que associem segurança e praticidade. Com a tecnologia cada vez mais presente nas nossas vidas pessoais e profissionais, é possível trazer essas facilidades ao mobiliário por meio de acessórios e componentes que agregam valor, modernidade e atendem aos desejos dos consumidores.

 

Um exemplo de componentes em alta para o setor são as fechaduras digitais para móveis, visto que trazem design moderno e garantem a seguridade dos objetos. E engana-se quem pensa que elas são caras ou difíceis de usar e de instalar.

 

Para desmistificar essa e outras concepções, preparamos um material completo sobre as fechaduras digitais para móveis. A seguir, você confere as vantagens em comercializar o produto na sua loja e como mostrar os benefícios desse equipamento para o consumidor.

 

Boa leitura!



O que é uma fechadura digital para móveis?

 

Uma praticidade já usada em portas e portões, e que agora está disponível para os móveis da casa, do escritório e de ambientes coletivos. Estamos falando das fechaduras digitais no segmento moveleiro.

 

Sofisticadas e de fácil e prática utilização e instalação, essas fechaduras permitem que objetos, documentos e outros itens valiosos sejam guardados em segurança. Isso porque os armários e gavetas são abertos somente após a inserção de uma senha numérica ou da aproximação de um cartão (ou tag) ou impressão digital (biometria).

 

Essa lógica é semelhante a utilizada em portas de entrada em residências e empresas, por exemplo. Porém, a diferença é o seu tamanho: as fechaduras digitais para móveis são menores, justamente para manter a segurança interna de armários ou gavetas.

 

Uma fechadura digital para móveis possui diversos recursos presentes nas fechaduras para portas de entrada, como:

 

●    Alarmes em caso de tentativas frequentes de acesso;

●    Fechamento automático;

●    Baixo consumo de energia.

 

Além disso, é uma excelente oportunidade para fugir das chaves tradicionais – um tanto incômodas de serem carregadas o tempo todo, especialmente em grande quantidade.

 

Quem nunca deixou as chaves da gaveta ou da porta do armário penduradas no móvel e acabou deixando os objetos guardados ali mais vulneráveis? É para evitar situações como essa que o segmento moveleiro se alia ao que é tendência mundial em segurança e sofisticação.

 

Outra facilidade é que as senhas podem ser compartilhadas com parentes e amigos próximos. Isso elimina a necessidade de fazer cópias de chaves para que essas pessoas acessem o compartimento, e é menos uma dor de cabeça em casos de emergência.

 

E dispensar o uso das chaves é a principal diferença entre uma fechadura convencional e a digital para o móvel. Nas versões tradicionais, a tranca é provocada a girar o cilindro da fechadura com uma chave. Enquanto isso, na fechadura digital, a tranca é ativada automaticamente após 5 segundos.



Fechadura digital para móveis e fechadura eletrônica para móveis: qual a diferença?

 

Você poderá encontrar em outros locais os termos “fechadura digital para móveis” ou “fechadura eletrônica para móveis”. Ambos são os mesmos produtos e contam com as mesmas facilidades – que vamos apresentar cada uma ao longo deste artigo. Digital e eletrônica são praticamente sinônimos. Neste material, optamos por centralizar tudo no termo “digital”.



Quais os tipos de fechaduras digitais para móveis que existem?


Uma fechadura digital para móveis não pode ser vista apenas como um artigo de luxo. Há no mercado opções para todos os gostos e perfis de consumidores – desde uso doméstico, industrial e uso em espaços compartilhados.

 

Além disso, o produto pode ser dividido em modelos mais simples e mais sofisticados. Porém, ambos cumprem a proposta de proteger e de facilitar o dia a dia de todos.

 

Há opções com abertura por meio de senha numérica ou aproximação de cartão, além de modelos que possuem puxador. Eles se adaptam também para o tipo de finalidade do armário ou gaveta, ou se são para móveis individuais ou de uso coletivo.

 

Conheça cada um deles:


Fechadura digital para móveis com senha:

Modelo 1703 Modelo 1701



A abertura da gaveta ou da porta é feita por meio da inserção de uma senha digital programável de 4 a 15 dígitos. Os números ficam dispostos em um painel digital com teclado touch screen – agregando design e sofisticação ao móvel.

 

A principal senha é a de programação da fechadura, que é o código de segurança que permite operacionalizar todas as funcionalidades do sistema. É a mais importante do produto.

 

Além da senha de usuário fixo, há também a possibilidade de programar uma senha temporária. Ela só pode ser utilizada uma única vez e, após seu uso, perde a validade. Depois, é necessário reprogramar uma nova senha.

 

Outra funcionalidade importante é a opção senha falsa. Ela foi planejada como uma ferramenta antirroubo, que permite interligar números aleatórios no início ou no final da senha de usuário fixo ou de programação. Isso evita que ela seja descoberta por terceiros.

 

Para fechar, basta empurrar a gaveta normalmente. Em 5 segundos, a lingueta de fechamento é acionada automaticamente. A fechadura digital também emite um aviso sonoro quando a senha foi digitada incorretamente e, após quatro tentativas, ela ficará inoperante por um minuto emitindo um alarme.


Além disso, quando a bateria estiver fraca, um led indicador emitirá constantes avisos até as baterias serem substituídas.

 

E se as pilhas acabarem? A fechadura digital para móveis é acompanhada de um cabo USB para uma carga de emergência. Assim, possibilita a abertura da gaveta ou porta. A senha programada não será perdida com a troca das pilhas.

 

Há também a opção de fechadura digital com puxador, se adaptando às particularidades de cada móvel.

 


Fechadura digital para móveis com cartão privado:



É uma das novidades do segmento e vem chamando a atenção por tornar o processo ainda mais prático e seguro. Ao invés de senhas numéricas, o acesso é feito por meio de um cartão de aproximação com tecnologia RFID. São dois tipos de cartão:

 

●    Um deles é o de gerenciamento, utilizado para cadastrar novos usuários, abrir e excluir acessos;

●    O outro é um cartão de usuário, que permite três opções simultâneas e é excelente para estender o acesso a familiares e amigos. Este autoriza apenas a abertura da fechadura, sem atributos de programação.

 

Além disso, o funcionamento de uma fechadura digital para móveis com abertura por cartão é alimentado por quatro pilhas AA. A média de durabilidade é de 10 mil acionamentos, ou seja, registra um baixo consumo de energia.

 

As mesmas facilidades da fechadura digital com senha também estão presentes no modelo acionado por cartão. Isso inclui o fechamento automático após 5 segundos, emissão de sinal sonoro quando for passado o cartão incorretamente, aviso sonoro e visual de bateria fraca e de trinco obstruído.



Fechadura digital para móveis com cartão público:



Outra novidade deste ano do mercado de fechaduras digitais, acompanhando as recentes transformações no nosso modo de convivência.

 

Além de todas as facilidades de design e segurança, a principal diferença da fechadura digital para móveis com cartão público para o modelo com cartão privado é que ela funciona apenas com um cartão por vez.

 

Nesse sentido, é ideal para armários e gavetas compartilhados em locais com alta rotatividade de pessoas. Se o armário estiver livre, por exemplo, qualquer usuário pode acionar a fechadura e utilizá-lo.


Contudo, enquanto ele estiver utilizando o compartimento, ninguém mais poderá utilizar – somente após a sua liberação. Logo, permite que mais uma pessoa use o mesmo armário após outra deixar de utilizá-lo sem deixar a segurança de lado.



Fechadura biométrica para móveis:


 A diferença diante dos outros modelos de fechaduras digitais para móveis Soprano (de senha, cartão privado ou cartão público) está no acionamento via biometria.


Essa fechadura possibilitando o cadastro de até 90 digitais diferentes de um grupo de pessoas ou a mesma impressão digital com até 10 posições diferentes.

Devido ao sistema de leitura das digitais, ela dispensa a utilização de chaves, cartões e tags.


A fechadura biométrica para móveis possui duas programações:


1.     Programação usuário modo fixo: Utilizada quando a fechadura biométrica é de uso exclusivo de um usuário ou um grupo de usuários fixos.


2.     Programação usuário modo público: Utilizada quando a fechadura biométrica é de uso coletivo. Várias pessoas podem utilizá-las, uma de cada vez.


E assim como os demais modelos da linha, o fechamento é automático após 5 segundos, basta empurrar a gaveta normalmente. Também possui aviso de bateria fraca.



Como funciona a fechadura digital?


Uma fechadura digital é como se fosse uma trava mágica: só funciona após a inserção de uma senha numérica ou de um cartão de aproximação.

 

De maneira geral, os modelos de fechadura digital possuem uma lingueta que avança em direção ao batente de travamento. Nas fechaduras convencionais, essa tranca é movida ao girar o cilindro da fechadura com o auxílio único e exclusivo de uma chave.

 

Preparamos um comparativo para você entender melhor as diferenças entre a fechadura convencional e a digital:


Modo de abertura

Fechadura convencional: Chave

Fechadura digital: Senha numérica ou cartão de aproximação ou biometria

 

Plano B em caso de perda/esquecimento do modo de abertura

Fechadura convencional: Nenhum

Fechadura digital: Possibilidade de abertura com senha, cartão do administrador ou impressão digital do gerenciador da fechadura


Fonte de energia

Fechadura convencional: Nenhuma

Fechadura digital: Pilhas 2AA (com baixo consumo)

 

Sistema antirroubo

Fechadura convencional: Nenhum

Fechadura digital: Sinal sonoro é emitido em caso de tentativas incorretas da senha ou cartão errado ou biometria errada

 

Instalação

Fechadura convencional: Média

Fechadura digital: Fácil

 

Fechamento automático

Fechadura convencional: Não

Fechadura digital: Lingueta de fechamento é acionada automaticamente após 5 segundos

 

Tecnologia

Fechadura convencional: Não

Fechadura digital: Teclado touch screen com 12 teclas, painel de aproximação (para modelo cartão) e painel digital com leitor biométrico (para modelo com biometria)


Compartilhamento do espaço

Fechadura convencional: Apenas por meio de uma única chave

Fechadura digital: Possibilidade de senhas, cartões coletivos administrados por um único usuário ou biometria

 

Também separamos algumas respostas para dúvidas comuns sobre o funcionamento das fechaduras. Acompanhe! 



Fechadura digital para móveis é segura?


Sim. Sem a senha verdadeira de acesso, cartão de aproximação ou biometria cadastrada, nenhuma pessoa conseguirá abrir a porta do armário ou uma gaveta. Sendo assim, a configuração da fechadura, em ambos os modelos, inclui uma senha, cartão de programação ou biometria de gerenciamento.


É justamente essa combinação que permitirá a inserção de novos usuários para terem acesso ao local – em casos de uso coletivo do compartimento – e dos demais ajustes de segurança.


Além disso, o sistema é alimentado por meio de pilhas, não estando ligado a nenhuma rede. Isso evita qualquer tipo de acesso clandestino, aumentando a segurança e agregando valor ao produto. Outra funcionalidade é que as fechaduras emitem um sinal sonoro após diversas tentativas de abrir o compartimento com a senha ou cartão incorreto.



Fechadura digital para móveis exige muita manutenção?


Não. Os modelos disponíveis no mercado são resistentes, práticos e não demandam manutenção. Além disso, como são movidos a pilhas, eles consomem pouca energia – alguns permitem 10 mil acionamentos antes da primeira troca das pilhas.


As únicas ações mais frequentes são as de programação, em que o equipamento poderá ser reiniciado, para exclusão ou ajustes nas senhas, nos cartões do modo público e privado ou biometrias.



O que fazer quando acabar a pilha?


Deve-se utilizar o cabo USB para dar uma carga de emergência. Após abrir a gaveta/porta, o usuário deve trocar as pilhas. O cartão ou a senha programada ou a biometria cadastrada não serão perdidos com a troca das pilhas.



O que fazer se fechar a gaveta sem pilha?


Deve-se utilizar o cabo USB para dar uma carga de emergência. Após abrir a gaveta/porta, o usuário deve colocar as pilhas. O cartão ou a senha programada ou a biometria cadastrada não serão perdidos com a colocação das pilhas.



O que fazer se a senha de acesso à fechadura digital for esquecida?


Assim como a senha do celular ou do banco, é muito importante estar atento e não esquecer a senha da sua fechadura – principalmente a de programação. Isso porque as fechaduras digitais para móveis possuem dois tipos de senha: uma que permite a configuração do aparelho (comanda todos os recursos), e a outra que somente dá acesso ao móvel, sem outras permissões.


Caso a senha de acesso seja esquecida, será possível modificá-la a partir da senha de programação (ou cartão de gerenciamento, no caso do modelo com acesso por meio da aproximação de um cartão, ou através da biometria de gerenciamento, para o modelo com acesso por biometria).


É possível ainda resetar a fechadura para o padrão de fábrica através do clip que acompanha o produto. Porém, essa funcionalidade só é possível tendo acesso a parte interna do móvel.



Quem instala a fechadura digital para móveis?


Além de trazer mais segurança e sofisticação, as fechaduras digitais para móveis foram planejadas para facilitar a vida dos usuários. Elas são fáceis de serem instaladas e qualquer pessoa com experiência no manuseio de furadeira ou chaves especiais pode fazer esse serviço.


A programação da fechadura é bastante explicativa, simples e segura de fazer. Mesmo assim, há empresas especializadas na instalação desse tipo de produto, que pode auxiliar o consumidor nesta etapa.



Onde posso instalar uma fechadura digital para móveis?


As fechaduras digitais podem ser instaladas nos mais variados móveis, como gavetas, guarda-roupa, mesas de cabeceira, penteadeiras e portas de armário. Os únicos critérios é que os compartimentos precisam ser feitos de madeira ou de aço.


E onde elas funcionam melhor? Todas são para artigos de uso exclusivo e coletivo? Resumimos abaixo onde o uso das fechaduras digitais para móveis se aplicam com mais benefícios.


Casa:



Seu cliente precisa ter mais controle sobre documentos, eletrônicos e objetos pessoais em gavetas e armários? Para uso individual ou restrito a poucas pessoas, o ideal é contar com a segurança de uma fechadura digital para móveis.


Além disso, uma das opções mais praticadas pelos consumidores é reservar uma porta do guarda-roupa no quarto e inserir uma fechadura digital nela. Assim, poderá guardar objetos pessoais e garantir ainda mais privacidade dentro de casa.



Empresa:


Todos os modelos são indicados, independendo do setor do seu cliente. Em escritórios, por exemplo, uma fechadura digital para móveis com senha garante mais segurança em gavetas e armários de uso individual ou restrito.


Para vestiários, uma fechadura digital com cartão público ou uma fechadura programada com modo público com senha temporária funciona melhor. Isso porque ela permite a abertura com um cartão ou senha de cada vez, provocando um revezamento seguro da utilização do espaço.


Assim, o usuário só poderá utilizar um armário quando ele estiver livre e, com isso, acionará a fechadura. Após, ninguém mais (exceto o gerente ou responsável) poderá abrir o compartimento até que ele seja liberado novamente pelo primeiro usuário.


Nesse sentido, esse tipo de sistema evita que a empresa faça um grande investimento para adquirir mais armários individuais – aliviando também as questões de espaço e logística dentro da empresa.


Além disso, as fechaduras digitais com cartão possuem a tecnologia RFID, presente também em cartões de identificação e registro do ponto nas empresas, sendo possível o aproveitamento deste cartão para a utilização nas fechaduras.




Academias e clubes de esporte:


Armários de uso coletivo equipados com fechadura digital para móveis, acionados por senhas numéricas, pode ser um ótimo diferencial para clientes de academias e clubes.


Tal sistema dispensa o uso de chave ou cartão, além do incômodo de ter de carregá-los durante o treino, ou o risco de perda.

Além disso, as fechaduras digitais eliminam o uso de cadeado, e o acionamento da tranca é feito exclusivamente pelo sistema digital do produto.


Separamos um exemplo para você entender melhor a aplicação dessa ferramenta. O acionamento das fechaduras digitais para móveis instalada em armários de uso coletivo é bastante simples e não demanda contratação de outros serviços.


O responsável pelo estabelecimento cadastra uma única senha de gerenciador para todas as fechaduras dos armários do vestiário. Após, ele habilita a função “senha modo público” e oferece aos seus clientes.



Sendo assim, com a função ativada pelo proprietário da academia, por exemplo, basta o usuário pressionar “OK” na fechadura digital para que o led indicador comece a piscar. A partir de então, ele digita uma senha pessoal (de 4 a 15 dígitos), abre o armário, coloca seus pertences e fecha a porta.


Pronto! O armário estará trancado, e o usuário não terá que carregar nenhuma chave. Na volta, basta digitar a senha escolhida e apertar “OK” para abrir o armário.


Vale ressaltar que o usuário cadastra a sua senha, que poderá ser utilizada apenas uma vez. Esse sistema também é muito aplicado em pick up points, locais para retirada de compras via canais eletrônicos. Ou seja, é tendência mundial muito mais próximo do dia a dia dos clientes.



Instituições de ensino:


É a mesma facilidade de academias e clubes. Além disso, pode ser aplicada em bibliotecas, onde é necessário armazenar os pertences em armários antes de acessar o ambiente destinado aos livros.



Como instalar uma fechadura digital para moveis?


Até agora, vimos o que é uma fechadura digital para móveis, quais os tipos que existem, suas vantagens e como elas facilitam o dia a dia das pessoas. Agora, chegou a hora de você saber como elas são fáceis de serem instaladas.


Qualquer pessoa com experiência em instalação doméstica pode fazer a fixação do equipamento. Porém, há instaladores que possam prestar esse serviço para o cliente, podendo ser um alívio para quem não tem esse tipo de habilidade.

Por isso, é importante lembrar que as fechaduras digitais podem ser instaladas nas mais variadas gavetas. Podem ser utilizadas em escrivaninhas, guarda-roupas, penteadeiras e portas de armário, desde que sejam de madeira ou de aço.


O próximo passo é o mesmo para os modelos de fechadura digital para móveis com ou sem puxado e para os modelos com acesso por meio de cartão (ou tag) e biometria. A única diferença é o tamanho dos furos no móvel, e o manual de instruções indica exatamente como os furos para fixação do equipamento devem ser feitos.


Antes de começar:


Para instalar uma fechadura digital para móveis, você precisa das seguintes ferramentas:


●    Furadeira;

●    Martelo;

●    Trena;

●    Brocas;

●    Punção de centro;

●    Chave Philips.


Materiais como parafusos acompanham a fechadura. O kit com o produto é composto por um painel digital, o corpo da fechadura, batente, clip e cabo micro USB, além de um manual de instruções.



Posicione a fechadura:


Para aplicação em gavetas, a lingueta deve sair no sentido vertical para o travamento. Mas, se o equipamento for instalado na porta de um armário, a lingueta deve ser posicionada no sentido horizontal. Cabe ao cliente escolher o melhor posicionamento para a fechadura digital, desde que seja na parte frontal dos móveis. 



Faça os furos:


Após, tanto na gaveta como na porta, é necessário fazer dois furos passantes de 4mm. A orientação é que o instalador meça o tamanho da fechadura e marque com o auxílio de um lápis.


Em seguida, neste caso no modelo com puxador, pela parte frontal, deverá ser feito um rebaixo nos dois furos com 7mm de diâmetro e aproximadamente 8mm de profundidade.


Entre os dois, no centro, é necessário um furo passante de diâmetro suficiente para a passagem de um cabo elétrico – a sugestão é que seja um furo de 12mm. 



Passe e conecte o cabo:


O próximo passo é passar o cabo que está conectado no painel digital da fechadura pelo furo central, ou seja, o maior. Assim, já é possível fixar o painel digital da fechadura na parte da frente da gaveta ou da porta do armário com o auxílio de parafusos e uma chave Philips.


Em seguida, conecte ao corpo da fechadura o cabo elétrico fixo no painel digital. Após, com o auxílio de uma chave Philips, fixe o corpo da fechadura na parte interna do móvel com os parafusos. 



Atenção ao posicionamento:


Para a instalação em armários, fixe o batente na lateral do armário. Se for em gaveteiros, fixe o batente na parte superior interna do móvel com uma chave Philips e três parafusos. O batente deve ser aplicado de forma que a lingueta possa fazer o travamento dentro do batente.

Pronto!


Coloque quatro pilhas AA no alojamento e fixe a tampa com o parafuso. Para o modelo com puxador, coloque três pilhas AAA - neste caso, a tampa fica presa por pressão. Sua fechadura digital para móveis está instalada.


Em seguida, o equipamento poderá ser programado com a inserção de uma senha de programação, senhas fixas, além de usuários fixos ou pública. No caso da fechadura com acionamento por meio de cartão, os primeiros passos devem ser o cadastramento do cartão de gerenciamento e os demais para acesso. E para a fechadura biométrica, o cadastramento da biometria de gerenciamento será o primeiro passo.


Ficou com alguma dúvida? Nós produzimos um vídeo exclusivo com todas as orientações para a instalação. Clique aqui e assista!


Também preparamos uma série de tutorias que explicam como é feita a programação dos equipamentos. Separamos os links na lista abaixo:



FECHADURAS DIGITAIS PARA MÓVEIS

Funcionalidades do equipamento

Alterar senha

Inserir senha falsa

Habilitar senha pública



FECHADURAS DIGITAL PARA MÓVEIS COM CARTÃO

Funcionalidades do equipamento

Como programar



FECHADURA BIOMÉTRICA PARA MÓVEIS

Funcionalidades do equipamento

Como programar



Qual fechadura digital para móveis vende mais?


A gente sabe que um dos maiores desafios dos revendedores do setor moveleiro é manter um bom giro de mercadoria. Sendo assim, ao conseguir um volume adequado de vendas, com um estoque sempre atualizado, o comerciante consegue alcançar as metas previstas e o crescimento projetado. É sucesso na certa!

 

As fechaduras digitais para móveis podem representar uma excelente opção de giro quando pensadas como solução para ambientes coletivos, como academias, bancos, bibliotecas, supermercados ou lojas.


Na academia, por exemplo, a necessidade de organização dos guarda-volumes é uma preocupação para o dono do espaço e pode ser um argumento como diferencial na hora de prospectar novos usuários. Não precisar carregar uma chave de armário o tempo todo e sem a possibilidade de perdê-la pelo local pode agradar muito mais pessoas.


A Soprano conta com uma linha de fechaduras digitais para móveis no seu portfólio.


O modelo Fechadura Digital 1703 P/Moveis é um dos mais pedidos. Reúne todas as funcionalidades de uma fechadura digital e oferece a segurança desejada pelo consumidor.


A Soprano oferece também o modelo Fechadura Digital 1701 C/Puxador P/Moveis. Com mesmos recursos, é menor, mais prática e ainda garante mais facilidade para abertura do móvel por conta do seu puxador.


A Soprano também lançou dois modelos de fechaduras digitais para móveis com acionamento por cartão – tanto no modo público como privado. É a Fechadura Digital 1713 P/Moveis C/Cartão Privado e a Fechadura Digital 1713 P/Moveis C/Cartão Público.


Outra opção, é a Fechadura Biométrica para Móveis  com acionado por impressão digital.


É por isso que a escolha dos parceiros interfere diretamente nesse cenário: é preciso contar com fornecedores atualizados e com sólida reputação.


Saiba mais e faça um orçamento!


Referência em confiabilidade, a Soprano oferece um portfólio de mais de cinco mil itens produzidos para o mercado brasileiro e para os demais países da América Latina. A marca atua a mais de 65 anos fortemente nos setores de construção civil, materiais elétricos, moveleiro e utilidades domésticas.


Quer saber mais sobre as fechaduras digitais para móveis da Soprano? Entre em contato com a gente e faça um orçamento.



Publicado por Soprano, dia 19/07/2021

Ficou com alguma dúvida?

Fale Conosco